Michael Jordan

Michael Jordan – Imagem Ilustrativa

Michael Jeffrey Jordan a lenda da NBA. Michael tem uma história de perseverança, liderança, paixão pelo jogo e conquistas que servem de inspiração para qualquer pessoa que esteja começando no basquete. Michael Jordan como ficou mundialmente conhecido, nasceu no dia 17 de fevereiro de 1963, em Nova York, Michael logo cedo se mudou com a sua família para Wilmington, na Carolina do Norte, e começou a jogar basquete com o seu irmão mais velho, Larry do qual pode-se dizer que é o responsável por Michael jogar basquetebol, pelos incentivos que o irmão (Larry) dava.

Ao contrário de que muitos pensam, Michael sempre foi muito dedicado aos estudos, e no 2º ano do colegial, na escola Emsley A. Laney, ele acabou sendo dispensado do time pelo treinador. Mas, isso fez com que ele tivesse ainda mais vontade de jogar basquete, e no ano seguinte conseguiu uma vaga no time. Seu desempenho no colegial fez com que ele ganhasse uma bolsa na Universidade da Carolina do Norte, onde Michael começaria a brilhar. Na NCAA(Associação Atlética Universitária Nacional), o futuro camisa 23 do Chicago Bulls jogou por 3 temporadas e teve 17,7 pontos por jogo de média e 54% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Já em 1984, Michael Jordan foi contratado pelo Chicago Bulls, No seu 1º ano no time de Illinois, ele já assumiu a titularidade, tendo 28,2 pontos de média. Também participou do all-star game e com ele os Bulls, se classificou para os playoffs. Jordan jogou 13 temporadas pelo Chicago, que com ele passou a ter presença assídua na pós-temporada. Na temporada 1986-1987, ele registrou espetaculares 37 pontos de média.

Considerado um verdadeiro show-man em quadra, ele sempre foi o cestinha de sua equipe. Mas, isso ainda não era suficiente para conquistar títulos, Jordan não queria ser lembrado apenas como um grande jogador, seu desejo era ser lembrado por suas grandes conquistas. Na temporada 1987-1988, Scottie Pippen chegou aos Bulls para ajudar Michael.

Com à ajuda de Scottie Pippen, Michael conseguiu dar  6 títulos para o Chicago, e a importância que o novo companheiro de equipe teve para Jordan e vice-versa era tamanha que nenhum dos 2 ganhou nenhum anel sem a presença do outro. Foi nessa temporada que Jordan conheceu um dos seus maiores rivais, o Detroit Pistons, de Isiah Thomas. O Chicago Bulls por 3 temporadas seguidas, enfrentou os Pistons nos playoffs e amargou derrotas. Porém nem tudo foi ruim nessa temporada para Michael, foi nessa temporada que Michael Jordan obteve seu recorde de pontos numa só partida, foram incríveis 69 pontos contra os Cavaliers.

E o tão sonhado primeiro título chegou na temporada de 1990-1991, finalmente Michael Jordan chegou ao seu 1º campeonato com o Chicago Bulls. Jordan anotou 31,5 pontos por jogo, distribuiu 5,5 assistências e pegou 6 rebotes por jogo. Ele ainda obteve incríveis 54% de aproveitamento nos arremessos de quadra, sua melhor marca na carreira. Novamente nas finais os Bulls tinham pela frente o Detroit Pistons, mas dessa vez Jordan não decepcionou a torcida, levando Chicago à final inédita da NBA. O adversário era ninguém menos que o Los Angeles Lakers, do já consagrado Magic Johnson (hoje time do astro Kobe Bryant). Jordan e os Bulls não deram chance aos Lakers, erguendo a taça após 5 jogos, com um incontestável 4 a 1 (isso que é melhor de cinco hein!!) Era só o início da dinastia que dominaria a NBA nos anos 90.

Jordan enquanto jogava na University of North Carolina.

Já na temporada seguinte, que por sinal foi umas das melhores para o número 23 do Chicago Bulls, ele manteve o nível, com 30 pontos por jogo. Porém Michael ainda não estava satisfeito apenas com 1 título e queria muito mais. O Chicago Bulls foi arrasando seus concorrentes, chegando pelo 2º ano consecutivo à finalíssima.

Dessa vez o rival era o Portland Trail Blazers, de Clyde Drexler. No primeiro jogo, Jordan estabeleceu o recorde de pontos marcados nos 2 primeiros quartos de uma final da NBA, anotando 35 pontos. O bicampeonato viria após os Bulls bateram os Blazers no jogo 6, em Chicago. Michael foi eleito o MVP (Jogador mais valioso) das finais, prêmio dado ao jogador que mais se destacou. Foi o 2º troféu de MVP da grande final conquistado pelo astro.

Também no ano de 1992 Jordan participou do Dream Team dos Estados Unidos, que ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Londres. Esse time é considerado um dos mais fantásticos da história do basquete e também do esporte mundial, já que contava não só com Jordan, mas também com craques como Magic Johnson, Larry Bird, Patrick Ewing e outros. Na temporada de 1992-1993, o craque do Chicago Bulls aumentou sua média de pontos para 32,6 por jogo e já era claramente o jogador mais favorito da liga depois de Larry Bird e Magic Johnson. Chicago chegou pelo 3º ano seguido às finais da NBA, e o desafio era grande, já que enfrentariam o Phoenix Suns, time de melhor campanha da liga naquela temporada, comandado pelo craque Charles Barkley, que havia conquistado o título de MVP da temporada.

A equipe do Suns detinham o mando de quadra e abriram 2 a 0 na série melhor de 7 jogos. Imaginando que o título estava garantido o time de Arizona se tranquilizou, mas Jordan e os Bulls não se entregariam tão facilmente. O chicago venceu os 3 jogos em seu ginásio e de quebra derrotou Phoenix no jogo 6, fora de casa, com uma cesta de 3 pontos de John Paxson a poucos segundos do fim. Foi o 3º título do Chicago Bulls, e Michael Jordan como de costume foi eleito o MVP das finais, tendo marcado 55 pontos no quarto jogo..

Foi em 1993 (irá completar 20 anos dentro de alguns dias) que Jordan decidiu se aposentar, ele acreditava que o basquete já não trazia mais desafios para sua carreira. Mas neste ano algo surpreendeu Michael Jordan de uma forma que ninguém gostaria, no auge da carreira Michael Jordan recebe a notícia do assassinato do seu pai James Jordan. Pensando em realizar o desejo do pai, Michael então foi jogar beisebol. O camisa 23 dos Bulls ficou afastado das quadras por 18 meses, e no final da temporada de 1994-1995 ele decidiu retornar ao basquete.

Em 1995-1996, Michael se preparou melhor, perdeu peso e inicio a temporada com força total novamente e, chegou à incrível marca de 72 vitórias em 82 jogos na temporada regular, praticamente imbatível e até hoje esse recorde não foi superado. O time havia sido reformulado, com a chegada de Dennis Rodman e outros, chegando às finais da NBA contra o Seattle Supersonics. Os Bulls venceram por 4 a 2, fechando o caixão dos Sonics no jogo 6. E mais uma vez Jordan foi eleito MVP das finais, dando assim alegria novamente para michael e a torcida do bulls.

Imagem Ilustrativa

O Chicago conquistou 69 vitórias na temporada 1996-1997, liderado por Michael e por Scottie Pippen. Chicago venceu o jogo da final contra o Utah Jazz por 4 a 2 , e o 5º jogo da série acabou entrando para a história, já que Jordan estava com uma forte febre e mesmo assim foi para o jogo, marcando 38 pontos. Jordan mostrou a todos nesta final que mais uma vez nada podia detê-lo, e pela quinta vez na sua carreira, Michael ganhou a honra de ser o MVP das finais, o que se repetiria no ano seguinte. Para tristeza dos torcedores do Bulls em 1997-1998, Michael Jordan fez sua última temporada pelo time, já que nos anos 2000 ele atuou por 2 temporadas pelo Washington Wizards, mas sem o mesmo desejo de vencer de antes, Michael jogava apenas pelo prazer de fazer parte do basquete e grandes jogos, o craque foi eleito o MVP do all-star game e também da temporada.

Michael retornou na temporada seguinte para o Chigado, e os Bulls chegaram novamente às finais, e o adversário mais uma vez era o Utah Jazz. Os Bulls venceram a série melhor de 7 por 4 a 2, e no 6º jogo Michael definiu o título, marcando os últimos 4 pontos de sua equipe, calando a fanática torcida dos Jazz. Jordan conquistou pela sexta vez em sua carreira o prêmio de MVP das finais, terminando de forma brilhante sua trajetória no Chicago Bulls.

Michael Jordan foi eleito 6 vezes o MVP das finais, 5 vezes MVP da temporada regular, melhor defensor da temporada 1987-1988, por 10 vezes foi selecionado para o 1º time de toda a NBA e por 9 vezes foi selecionado para 1º time de defensores da NBA. E de quebra, ainda esteve presente nos 6 títulos conquistados pelo Chicago Bulls. Jordan ajudou a criar umas das maiores dinastias já vistas na liga, e encantou os olhos da torcida e da imprensa com suas enterradas sensacionais, grande espírito de equipe, capacidade para decidir o jogo nos segundos finais e também possuía grande carisma, diferente de tantos outros craques. A camisa 23 dos Bulls foi aposentada em sua homenagem e uma estátua foi construída em frente ao United Center, casa do Chicago.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)
Michael Jordan , 5.0 out of 5 based on 1 rating

Tags: , , ,


Participe. Deixe seu comentário: